Busca Livre de Imóveis

Dicas

Como reabrir condomínios comerciais


Com a gradual retomada de atividades no Rio de Janeiro, a ABADI, em parceria com a Secovi Rio, realizou um protocolo com todas as informações acerca dos cuidados sanitários necessários para a reabertura ser feita de forma segura e correta.

Já na fase 4 do pacto municipal, os condomínios comerciais precisam adaptar-se aos novos requerimentos e síndicos encontram-se em dúvida sobre como proceder nesse enfrentamento. Para ajudar nesse processo, separamos algumas Regras de Ouro que facilitam o entendimento e especificam como escritórios, salas comerciais, entre outros, devem se comportar no combate à Covid-19:

 

Horário e atendimento: é preciso que sejam veementemente rejeitados os atendimentos presenciais com pessoas no grupo de risco, sempre priorizando os recursos virtuais para realizá-los de forma segura. Procure estimular a prática de home office, mas caso não seja possível, não coincida horários de abertura e fechamento com os de maior movimento na cidade (7h-10h ou 17h-20h) e restrinja o número de clientes atendidos diariamente.

Informe e oriente funcionários: reforce o uso obrigatório de máscaras para todos os que estejam no local, aconselhe o trabalho remoto para funcionários no grupo de risco e disponibilize álcool 70%, água, sabão e toalhas de papel descartáveis. Informe ainda sobre a necessidade de obedecer ao distanciamento de 2 m ou 4 m² por pessoa.

Abertura de cafeterias e restaurantes:  suas capacidades máximas não devem passar de 50%, respeitando o espaço de 1 pessoa a cada 4 m². É proibido a abertura de opções self-service.

Salas de reunião, auditórios e centros de convenção: precisam respeitar a determinação de funcionamento com apenas ⅓ de sua capacidade e o máximo de 1 pessoa a cada 4 m².

Recepção: todos que adentram o local devem ter sua temperatura medida e conferida. A equipe de atendimento deve manter distância de 2 metros de colegas de trabalho e do público em geral, instalando possíveis barreiras de acrílico e orientando a formação de filas com as devidas marcações no piso. Evite o uso de biometrias, continuamente higienize crachás que precisem ser usados e diminua apenas para o essencial, o contato com documentos, objetos e encomendas de terceiros.

Elevadores: insira marcadores de distanciamento no piso, controle e sinalize amplamente a restrição do número de usuários. Promova uma frequente limpeza e desinfecção de todo o elevador e caso seja preciso o uso de um ascensorista, obrigatoriamente disponibilize máscaras e considere a frequência do tráfego.

 

Cobre de colaboradores e do público o correto uso dos EPI, a higienização pessoal e local, e o distanciamento necessário. Fortaleça o anulamento de aglomerações e prossiga na manutenção de ambientes arejados, ventilados e limpos. A luta contra o novo coronavírus precisa ser constante e com o apoio imprescindível de todos os envolvidos.

Estamos à disposição, LIDERANÇA IMOBILIÁRIA LTDA.