Busca Livre de Imóveis

Condomínio

Como incentivar o consumo consciente de energia em condomínios?

A sustentabilidade é um assunto que vem sendo mais discutido a cada dia que passa, devido à sua grande importância. Por isso, uma das medidas mais importantes para alcançar esse desenvolvimento sustentável é o consumo consciente dos recursos. 

Hoje, especificamente, vamos falar sobre os gastos de energia e como ela pode ser consumida de maneira consciente e responsável, evitando o desencadeamento de uma crise energética. Nos condomínios, os síndicos podem – e devem – estimular essas práticas de economia entre os moradores. Além de fazer bem para o meio-ambiente e para o nosso futuro, ainda é bom para o bolso.

Os condomínios são grandes consumidores de energia elétrica, e, por isso, é tão importante estimular o seu consumo de forma consciente. Fazer com que os outros mudem seus hábitos pode ser uma tarefa complicada, mas, atualmente, já existe uma predisposição maior em colaborar com atitudes sustentáveis, graças à maior conscientização e preocupação com o futuro.

O síndico, para estimular a economia, pode criar campanhas educativas no condomínio. Palestras, avisos nos quadros e elevadores, destaques nas mídias e na área do cliente no site do condomínio… todas essas atitudes são bem-vindas nesse processo. Outra boa dica é que, confirme a economia for aumentando, o responsável pela gestão mostre aos condôminos os resultados reais, em valores, que eles terão. Ao ver que a economia vem trazendo vantagens palpáveis, todos se sentirão ainda mais estimulados a ajudar. 

Os funcionários do condomínio também devem dar o exemplo, sendo instruídos a ter atitudes sustentáveis nas áreas comuns. Eles devem participar das ações de conscientização. Algumas das dicas que podem parecer simples, mas fazem uma grande diferença nas unidades e nas áreas comuns do condomínio, são as seguintes:

 

  • Apagar as luzes de ambientes que estão desocupados;

  • Evitar deixar aparelhos eletroeletrônicos ligados no modo stand-by. Desligá-los da tomada ainda é a melhor opção;

  • Ao comprar novos aparelhos, opte pelos que possuem o selo de eficiência energética do Programa Nacional de Conservação de Energia Elétrica, o Procel;

  • Lâmpadas incandescentes gastam muito mais energia. Trocá-las por modelos fluorescentes irá economizar bastante. Se a troca for feita por modelos de LED, essa economia é ainda maior, pois elas gastam ainda menos, além de serem recicláveis;

  • A bomba de água do prédio é uma grande consumidora de energia. Por isso, os responsáveis pela manutenção devem sempre ficar de olho em seu funcionamento;

  • Os elevadores também consomem bastante energia. Sendo assim, instrua os moradores a não chamar todos ao mesmo tempo. Nos horários de menor movimento, o condomínio pode desligar alternadamente um deles.

Esperamos que nossas dicas ajudem a estimular a economia em seu condomínio, ajudando a preservar a natureza e aumentando a eficiência energética. Tem alguma outra dica de economia que você acha interessante? Conta para nós nos comentários!