Com espaços úteis de moradia cada vez menores e ao mesmo tempo a busca pela conexão com a natureza cada vez maior, as pessoas estão buscando alternativas para levar um pouco de verde para suas casas e, principalmente, apartamentos. Jardins verticais e mini-hortas já fazem parte da decoração e do dia a dia de cuidados de muita gente. Mas, entre as possibilidades de levar mais vida natural para dentro do lar, surge uma opção ainda mais prática e decorativa: os terrários.

Para fazer um terrário e cultivá-lo em casa é muito simples, você só precisa saber alguns passos básicos. Confira:

Itens necessários

Os terrários podem ser feitos tanto em recipientes abertos, que são os minijardins, quanto fechados e para montá-los é importante botar em prática a criatividade, já que é usual adicionar personagens e cenários dentro dos potes; a ideia é formar exatamente um ecossistema, com todos os seus seres!

Você vai precisar de um vidro limpo e seco (se for o fechado, precisa ter uma tampa), substrato adequado às plantas que vai usar, cascalhos e pedrinhas e mudas de plantas de acordo com o tipo de terrário e no tamanho adequado. Esses são os itens essenciais, o resto é criatividade. Para enfeitar seu terrário podem ser usadas pedras, conchas, areia colorida, personagens, miniaturas e o que mais sua imaginação mandar.

Plantas indicadas

Neste quesito, a dica principal é se atentar às condições de trato necessárias para a planta escolhida e pensar na relação dela com o ambiente. Além disso, pense que todas as plantas que vão no recipiente devem precisar dos mesmos tipos de cuidados. Para terrários fechados, podem ser utilizadas plantas de ambientes úmidos como musgos, samambaias, antúrios, entre outras. Nos terrários abertos, podem usar plantas de regiões desérticas como musgo e suculentas.

Processo de montagem

Apesar de ser simples, o processo de montagem exige que cada item seja colocado em uma ordem exata, para exercer sua função da forma correta. Os pedriscos, por exemplo, devem ser a primeira camada do seu terrário, pois são eles que servirão para drenar o excesso de água do fundo do pote. Ao colocar a terra, é preciso cobrir 1/3 do recipiente, e em seguida, você deve fazer pequenas covas, onde serão colocadas as mudas. E ao final, você pode fazer o acabamento com pedriscos ou cascas de árvores.

Cuidados necessários

Os principais cuidados para fazer e cultivar um terrário em casa são quanto a ambientação dele, pois cada terrário requer um tipo de atenção. Os recipientes fechados que levam suculentas, por exemplo, não podem ficar em locais com forte presença do ar-condicionado, porque elas são plantas de clima seco e quente. Quanto mais luz melhor. Se possível, deve pegar de 2 a 3 horas de sol direto por dia. Dê preferência ao sol da manhã que é mais ameno. Água somente quando o solo se apresentar completamente seco. E observação, muita observação.

Já nos terrários fechados, a luz solar é basicamente proibida. Como dentro do vidro ocorre todo um ciclo de água e gases, é normal que ele apresente gotículas de água no interior. Isso é sinal de que está funcionando, mas caso esteja úmido demais, é legal destampá-lo por um tempo, para que o excesso de água evapore. Ele não deve ser regado, a não ser que se apresente muito seco.

 

Todos esses detalhes se tornam hábitos no dia a dia, pois criando intimidade com as suas plantas, você passa a entender todas as suas necessidades.