Busca Livre de Imóveis

Decoração

NÃO DESLIGA O ÁRVORE DE NATAL? VEJA OS CUIDADOS PARA UMA DECORAÇÃO SEGURA

Os pisca-piscas começam a iluminar as casas e prédios da cidade, mas é preciso lembrar-se de alguns cuidados básicos.

 

Apesar do histórico de sucesso, Fernando Marchi diz que essa ação é perigosa, pois as chances de acontecer um superaquecimento ou mesmo um incêndio são grandes.

“Os produtos natalinos, como pisca-piscas, foram feitos para cargas pequenas, o material não suporta tanto tempo ligado quanto um cabo de uma geladeira, por exemplo”.

– Utilizar equipamentos certificados

Em relação à decoração de casas e pequenos comércios, Marchi orienta, a comprar produtos de iluminação com selo de certificação do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro).

“As lâmpadas de LED vieram para facilitar bastante, já que o consumo é baixo e não esquentam”, orienta Marchi.

E quando se trata de luz, a Família Moletta entende bem. São cerca de 600 mil lâmpadas cobrindo mais de 200 metros, entre casas, postes, árvores e o túnel.

Maurício Luiz Moletta, de 33 anos, conta que a família decora a rua desde os anos 90, e que no início usavam lâmpadas fluorescentes, que consumiam muita energia e causavam alguns problemas. Hoje, a decoração é feita 100% em LED.

No dia 30 de dezembro, a família desmonta toda a decoração e armazena em um barracão.

“Tudo é feito com muito zelo, reaproveitamos as lâmpadas, mas sempre conferimos se está tudo em perfeito estado”, diz Maurício.

Marchi diz que a forma da família cuidar da decoração é correta, pois mesmo reaproveitando o material, eles armazenam de maneira segura. Além disso, o especialista lembra que o uso pelo LED sempre é a melhor opção.

“É questão de economia e de mais brilho também, sem correr nenhum tipo de risco”.

A rua iluminada fica na Rua Nicola Pellanda, no bairro Umbará, em Curitiba — Foto: Natalia Filippin/G1

A rua iluminada fica na Rua Nicola Pellanda, no bairro Umbará, em Curitiba — Foto: Natalia Filippin/G1

– Não sobrecarregar as tomadas

Outro ponto importante é não usar adaptador tipo “T” (plugs) com vários equipamentos ligados.

“Se necessário, é preferível usar uma régua e, mesmo assim, não ligar vários eletrodomésticos ao mesmo tempo, pois toda instalação elétrica é projetada para certa carga e, colocando vários acessórios em um mesmo local, pode causar problemas”, alerta o engenheiro.

– Evitar reutilizar equipamentos muito antigos

Ao optar pelo uso de pisca-piscas, é necessário ficar atento em relação à conservação do equipamento, já que o descascamento dos fios pode provocar acidentes.

“Às vezes as pessoas costumam utilizar as mesmas luzes durante cinco, dez anos, isso é errado! Além disso, existem temporizadores bastante em conta no mercado”, orienta Marchi.

Outra orientação importante é evitar colocar o fio das luzes no vão da porta de casa, pois ao fechar ou abrir, pode gerar um curto e dar choque.

– Cuidados com os animais de estimação

Segundo Fernando Marchi, com os animais de estimação as pessoas devem ter cuidado redobrado. Afinal, as decorações atraem os bichos e eles podem morder os cabos e levarem choque, ou até mesmo, engolirem algum tipo de material.

“É preciso proteger a fiação com fitas largas, colar no chão, na parede, para não causar ferimentos”, diz o especialista.

Além dos animais, Marchi ainda alerta para prestar atenção, principalmente, em casas de madeira, cortinas, caixas de papel, plásticos e outros objetos inflamáveis.

“Curitiba tem a questão do alto volume de chuva, então é importante procurar colocar as decorações em algum local que tenha teto, como sacadas, marquises. “, comenta.

Alerta na compra

Adriana Sypniewsky, de 48 anos, tem uma loja de iluminação e decoração, no bairro Bigorrilho. Para ela, a decoração depende fundamentalmente do uso de materiais de boa qualidade.

Além disso, Adriana conta que existe todo um cuidado desde o transporte até a loja, e da loja até a casa das pessoas, já as peças são delicadas.

“Para todas as pessoas que vem comprar itens natalinos, sempre digo que o mais caro normalmente tem esse valor por algum motivo. Na loja focamos na venda de materiais de LED, que tenham certificado de qualidade e segurança. Isso faz toda a diferença”, diz.

Loja de iluminação e decoração — Foto: Adriana Sypniewsky/Arquivo pessoal

Loja de iluminação e decoração — Foto: Adriana Sypniewsky/Arquivo pessoal

Fiscalização

O Crea realiza fiscalizações presenciais para checar se as estruturas temporárias de Natal estão de acordo com os regulamentos legais, e se estão sendo devidamente acompanhadas por profissionais habilitados, como engenheiros civis, elétricos ou mecânicos.

Em caso de irregularidade, o Crea realiza a notificação dos responsáveis pela empresa, para se adequarem à legislação.

“Muitas instalações não tem responsável técnico e esse é o problema, sugiro que as pessoas contratem pessoas capacitadas para esse trabalho”.

Fonte: G1 – PR