Busca Livre de Imóveis

Dicas

Tudo que você precisa saber sobre coleta seletiva

A reciclagem vem ganhando cada vez mais adeptos no mundo inteiro. O conceito é bem simples: pegar algo que iria para o lixo e transformá-lo em matéria-prima para que seja utilizado na manufatura de outro item.  

Com a quantidade cada vez maior de lixo produzido, a necessidade de reciclar e reutilizar se faz cada vez mais urgente. Alguns objetos que descartamos diariamente, como latas de alumínio e recipientes de plástico, podem ser reciclados em grande quantidade.  

Uma das formas mais eficazes de auxiliar neste trabalho tão importante é a coleta seletiva. Por meio de pequenas atitudes, você pode realizá-la com o lixo que produz em casa. Vem aprender tudo que você precisa saber sobre a coleta seletiva!

 

Separando o lixo

Se você vê aquelas quatro latinhas coloridas na rua e acha que vai precisar fazer o mesmo em casa, nada disso! Ao contrário do que muita gente pensa, você só precisa de dois recipientes para separar o lixo em casa: um para o resíduo que pode ser reciclado e outra para o que não pode (como restos de comida).  

No recipiente para lixo reciclável você pode colocar tudo junto: papel, plástico, metal e vidro, já que esse material vai ser separado por funcionários quando chegar à empresa responsável pela reciclagem.  

 

O que reciclar

Esta é uma das maiores dúvidas de quem vai começar a fazer a coleta seletiva. Caso não saiba se algo se encaixa nos requisitos ou não, procure o símbolo da reciclagem na embalagem. Lembre-se que são quatro os grupos de recicláveis:  

  • Papéis: jornais, revistas, folhas de caderno, papelão, cartolina, caixas e envelopes (desde que estejam secos, sem resto de comida);
  • Plástico: Garrafas PET em geral, embalagens de produtos de limpeza e higiene, isopor, sacos e utensílios plásticos;
  • Metal: latas de refrigerante, cerveja, sucos, leite em pó, potes de conservas, enlatados, talheres;
  • Vidros: garrafas e copos.

 

O que não reciclar

De modo geral, qualquer item que não se enquadre em nenhuma das quatro categorias acima, como madeira, papéis sujos (guardanapos ou papel higiênico), tecido, adesivos, fraldas, latas de tinta/verniz, lâmpadas, pilhas, baterias, espelhos, porcelana e eletrônicos.

 

Como reciclar

Existem apenas duas recomendações para facilitar o trabalho das pessoas que irão cuidar da reciclagem. A primeira é lavar as embalagens antes de descartá-las. Dependendo do objeto, enxaguar com um pouco de água ou passar papel toalha dão conta do recado.